OLÁ VISITANTE.
CADASTRE-SE OU ACESSE SUA CONTA
Seja bem vindo, faça seu LOGIN | CADASTRE-SE
Quem Somos | Localização | Dicas de Cultivo
Telefones: 16 3262-6229 | 16 99961-2146 VIVO
Logo
    entrar | criar uma conta MEU CARRINHO itens 0 | R$ 0,00
      tipo-pagamento regra-frete politica-devolucao Desconto no Boleto de 12%

      Dicas de Cultivo

      Replantio de orquídeas

      Só deve-se replantar orquídea que apresente brotos ou raízes novas, isso é o sinal de que ela vai se enraizar após o plantio.

      Orquídeas não gostam de vasos grandes! O tamanho do vaso deve ser proporcional ao tamanho da muda, ou seja, muda pequena em vaso pequeno e conforme vai crescendo e chegando na borda do vaso pode-se replantar sempre deixando o espaço do vaso para o lado onde saem os brotos.

      Pode-se usar vaso de barro (seca mais rápido), vaso de plástico (mantém mais úmido o substrato e raízes), todos com furos na parte inferior para escoar água, não usar pratinho em vasos de orquídeas, não pode ficar água parada no fundo do vaso, por isso coloca-se de 2 a 3 cm de pedras no fundo do vaso para drenar a água.

      As orquídeas terrestres devem ser cultivadas com terra vegetal ou húmus. As orquídeas epífitas que são a maioria, podem viver fixadas em troncos de árvores ou palmeiras e quando cultivadas em vaso o substrato mais utilizado é casca de pínus, carvão vegetal, esfagno, chip de casca de coco ou misturas.

      Ao replantar, retirar todas as raízes secas do vaso, deixando somente as raízes verdes e vivas. Acomodar a muda completando o interior do vaso com substrato, sem apertar as raízes. Se necessário amarre uma estaca para firmar a muda.

      Nunca cobrir os pseudobulbos e gemas da orquídea com o substrato, pois podem apodrecer e não brotar.

      Ambiente para cultivar orquídeas

      Existem orquídeas que preferem mais claridade e outras que preferem mais sombra.

      Mudas pequenas precisam de mais sombra, pode-se usar tela de sombreamento de 80%.

      Mudas adultas e que já floriram podem receber mais luz, mas nunca o sol da tarde direto nas folhas pois há risco de causar queimaduras nas folhas, pode-se usar tela de sombreamento de 65% a 70%.

      As orquídeas podem ser cultivadas em diversos ambientes: estufa, pergolado, varanda, garagem, jardim de inverno, em árvores e em palmeiras, desde que recebam claridade suficiente para crescerem.

      Para cultivar orquídeas dentro de casa, é preciso local ventilado e com a luminosidade adequada. Lembre-se nenhuma orquídea vive sem luz ☼



      Quando devo molhar minha orquídea?

      Excesso de água é a principal causa das doenças (podridões) que matam as orquídeas. Já a falta de água pode matar também, mas as orquídeas suportam ficar vários dias sem água, principalmente se a umidade do ar estiver alta.

      Deve-se molhar quando colocar o dedo no meio do substrato do vaso e perceber que está sem umidade, ou seja, seco.

      Nunca molhar se o substrato dentro do vaso estiver úmido. Nas épocas mais frias do ano molha-se menos e nas épocas quentes e secas molha-se mais.

      Nas épocas de chuva, não deixar os vasos encharcarem de água, isso pode matar sua orquídea em poucos dias.



      Adubação de orquídeas

      Lembre-se: o substrato dentro do vaso de cultivo não serve de alimento para as orquídeas, elas só usam o substrato para se fixarem como se estivessem no galho de uma árvore.

      Adubação foliar pode ser feita a cada 7 dias utilizando-se 1 grama (1 colherzinha de café) de adubo foliar para cada litro de água. Este adubo dissolvido na água é pulverizado nas folhas das orquídeas e pode escorrer para o substrato do vaso também. Aplicar sempre de manhã, nas horas mais frescas do dia.

      Geralmente usa-se adubo solúvel em água com a fórmula 10-30-20 que seria para estimular a floração nas orquídeas. Não aplicar este adubo quando as orquídeas estão com flores ou botões.

      Aplicar no vaso, sempre do lado da muda, uma colher de Adubo orgânico Bokashi, que ajuda a orquídea a enraizar e crescer mais; pois é um adubo completo que contém todos os nutrientes essenciais para as orquídeas.

      Pode ser aplicado em qualquer planta, sendo uma colher de sopa para vasos grandes e uma colher de chá para vasos pequenos.

      E lembre-se: orquídea bem adubada e bem cuidada não fica doente.



      Em caso de dúvida: (16) 99961-2146 Cibele Mantovani, Enga Agrônoma especialista no cultivo e adubação de orquídeas.

      Doenças das Orquídeas.pdf
      Pragas das Orquídeas.pdf
      Orquidário Mantovani - Todos os direitos reservados

      ATENÇÃO

      Mensagem de erros